h1

Persépolis

fevereiro 23, 2008
151107persepolis.jpg 
(Persepolis, França, EUA, 2007)
Animação/ Drama  95min

Diretores: Marjane Satrapi e Vicent Paronnaud

Roteiristas: Marjane Satrapi e Vicent Paronnaud

Elenco: Chiara Mastroianni, Catherine Deneuve, Danielle Darrieux, Simon Abkarian, Gabrielle Lopes, François Jerosme, Arié Elmaleh, Mathias Mlekuz, Jean-François Gallotte, Stéphane Foenkinos, Tilly Mandelbrot, Sean Penn, Gena Rowlands, Iggy Pop

 

Quando Marjane Satrapi e seu companheiro Vicent Paronnaud disseram que não havia interesse em outra pessoa que adaptasse Persépolis além deles próprios, apareceram ofertas com Brad Pitt e Jennifer Lopes envolvidos fazendo sabe-se lá o que.

Os dois dispunham de um orçamento modesto e apenas 100 pessoas na equipe de produção, não há milhares de efeitos especiais nem qualquer outra coisa que Hollywood com certeza utilizaria no filme.

E realmente, nada disso é necessário. O tom de nostalgia que há desde a narração até o preto e branco daqueles dias longínquos, cativam e dispensam qualquer outra coisa.

Em 1978, Marji, de oito anos, sonha em ser uma profetisa do futuro e assim salvar o mundo. Muito querida por sua familia politizada, Marji acompanha os acontecimentos que conduziram a queda do Xá e de seu regime. A entrada da nova República Islâmica inalgura uma epoca onde os “Guardiões da Revolução” controlam o modo que as pessoas devem agir e se vestir.

Então, as mulheres devem usar véu, e Marji deseja se transformar numa revolucionária.

A repressão se torna cada dia mais severa, muitas pessoas desaparecem e as restrições aumentam. Marji é mandada para Viena por seu comportamento rebelde, que poderia tornar-se um problema.

Ajustar-se a sociedade ocidental, lidar com o amor, sentir a solidão e o exílio de quem não tem mais ninguém da família por perto é muito dificil para uma garota de, agora, 14 anos.

E é exatamente isso que é Persépolis, um filme sobre crescer. 

Nota 9

resenha por Priscila 

3 comentários

  1. Parece um filme interessante … apesar de não gostar de preto e branco.


  2. […] Persepolis ·    Ratatouille ·    Tá Dando […]


  3. è isso mesmo. Um filme sobre o que é crescerr. Pensei muito nisso, e em muitas outras coisas, após ver o filme, e é daquelas coisas que ainda me fazem comichão por dentro.
    É um grande filme, e um dos meus preferidos. Merece ser visto, certamente que sim.



Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: