Archive for the ‘Animação’ Category

h1

Preview de Up – Altas Aventuras

setembro 2, 2009

up-teaser-poster-fullsize

Up (EUA, 2009)

 

Estréia: 04 de Setembro de 2009

 

Desde Toy Story a Disney Pixar vem lançando as animações de grande sucesso e Up – Altas aventuras, como o décimo longa produzido pela parceria tem seguido as demais. É também a primeira animação da lista em 3D.

 

Up trás a historia de Carl, de 78 anos, vendedor de balões que tem o grande sonho de voar até a America do Sul, prestes a perder a casa que sempre viveu para um empresário com intenção de construir um prédio em seu local. Para evitar que sua casa seja tomada e ele seja internado num asilo – pelos vizinhos acharem que ele seja uma ameaça -, Carl enche milhares de balões e prende-os em sua casa, fazendo-a voar, porém, ao embarcar no que ele pensa ser seu grande sonho, acaba levando um escoteiro de 8 anos junto.

 

Desde 2004 a ideia de Up vem sendo trabalhada pela Pixar, a equipe de produção viajou pelo mundo para estudar as mudanças do tempo e solo para dar mais realismo e detalhes a animação. Além disso, foram desenvolvidas técnicas e estudos para manter mais de 2 milhões de balões presos a uma casa. O longa vem sido rodado desde 2007 e é a segunda animação da Pixar a ser protagonizado por humanos.

 

O Filme é escrito e dirigido por Pete Docter (diretor de Monstros S.A) e Bob Peterson (roteiro de Procurando Nemo com Andrew Stanton) , produzido por Andrew Stanton (WALL-E) e John Lasseter (Toy Story). Tem vozes originais de Edward Asner, Christopher Plummer, Jordan Nagai e o proprio Bob Peterson como o cão falante Dug; na dublagem, Carl recebe a voz de Chico Anysio e seu filho Nizo Neto como Dug.

 

Preview por Isabela

 

h1

Coraline e o Mundo Secreto

maio 16, 2009

(Coraline – 2009 – EUA)

Gênero: Animação

Estréia Brasil: 13 de Fevereiro

Estúdio: Laika Entertainment / Pandemonium

Direção: Henry Selick

Roteiro: Henry Selick, baseado em livro de Neil Gaiman

Produção: Claire Jennings e Mary Sandell

Elenco: Robert Bailey Jr, Keith David, Ian McShane, Dakota Fanning, Teri Hatcher, Dawn French

“Coraline e o Mundo Secreto” é uma aminação em stop motion (técnica que consiste em fotografar modelos quadro a quadro para depois animá-los) do mesmo diretor de “O Estranho Mundo de Jack” (Tim Burton não foi diretor, somente produtor) e baseada no livro infantil “Coraline” de Neil Gaiman (mesmo autor de Stardust).

A animação conta a história de Coraline, uma garota que acaba de se mudar para uma nova casa e que acha tudo muito chato. Até que um dia ela descobre uma porta que leva para uma versão alternativa de sua casa onde as coisas são bem parecidas com sua realidade, sendo as únicas diferenças que as coisas lá parecem mais divertidas e que as pessoas têm olhos de botão. Mas mal sabe ela o que realmente a espera por lá.

A história de Neil Gaiman tem uma certa semelhança com a história de Alice no País das Maravilhas e ela é bem adaptada na animação, possuindo pequenas mudanças com relação ao livro que deixam a história com um pouco mais de emoção para ser assistida. A animação é bastante colorida e possui o seu tom macabro que lembrará um pouco O Estranho Mundo de Jack.

A animação se desenvolve bem e não fica chata em nenhum momento além de ter um toque de suspense deixando quem assiste ancioso por saber o que acontecerá depois. É um filme recomendado para pessoas de todas as idades porque mesmo sendo infantil a história não é boba e consegue agradar a todos e ela não fica confusa para aqueles que nunca leram o livro e não estão familiarizados com o mundo de Neil Gaiman.

NOTA:9,0

 

By Kaf

h1

Kung Fu Panda

julho 12, 2008

Kung Fu Panda

EUA – 2008, 92 min

Direção: Mark Osborne e John Stevenson

Roteiro: Jonathan Aibel e Glenn Berger, baseado em estória de Ethan Reiff e Cyrus Voris

Elenco Famoso (vozes): Jack Black, Jackie Chan, Angelina Jolie

 

Na China Antiga existiam as Cinco Fúrias: Tigresa, Louva-Deus, Víbora, Garça e Macaco, que treinados pelo grande Mestre Shifu tornaram-se também grandes e imbatíveis mestres de kung fu. Enquanto eles treinam no Palácio de Jade, Po,  um panda, trabalha no restaurante de macarrão do seu pai e sonha um dia também tornar-se mestre de kung fu como os seus ídolos.

 

O que Po não esperava era a confusão na qual iria se meter indo atrás de seu sonho, porque ele acaba transformando-se no único capaz de deter o retorno de Tai Lung, que retorna em busca de vingança contra  seu antigo mestre.

 

Até aí o roteiro poderia ser confundido com o roteiro de qualquer filme épico chinês, mas Kung Fu Panda não é um épico chinês e sim o mais novo filme de animação da Dreamworks e com esse marca muita comedia pode ser esperada.

 

Po é extremamente desastrado e não leva jeito para o kung fu e é essa sua falta de habilidade que rende as (muitas) risadas do filme, e graças a excelente dublagem de Jack Black na versão original tudo fica ainda mais engraçado.

 

O filme foi extremamente bem feito e é também bastante colorido e passa um certo ar dos filmes chineses de Jackie Chan (que também participa da dublagem original) e com toda certeza vai fazer você rir. Além disso o filme também tem uma mensagem bastante legal de nunca desistir do seu sonho, mesmo parecendo impossível realizá-lo.

 

Nota: 9,5

By Kaf

h1

Wall-E

julho 4, 2008

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Wall-E (EUA, 2008 )

Direção: Andrew Stanton

Roteiro: Andrew Stanton e Jim Capobianco

Elenco Famoso: Ben Burtt, Elissa Knight, Jeff Garlin, Fred Willard, John Ratzenberger, Sigourney Weaver

Em meio ao ar denso e poluido de uma cidade são avistados vários edificios, mas quando aproximados notamos que os tais edificios são na verdade torres de lixo. O planeta Terra foi abandonado pelos humanos para que uma série de robôs como Wall-E a limpassem. Porém todos os robôs deixaram de funcionar, exceto Wall-E que apresentou um defeito: criou personalidade. Essa personalidade vê todo o lixo que a humanidade deixou para trás de forma muito singela, Wall-E é de certa forma nostalgico e melancolico em sua solidão.

Tudo o que acha de diferente em meio ao lixo Wall-E leva para casa, onde vive em companhia de sua baratinha de estimação e assiste ao mesmo musical todas as noites. Num dia como todos os outros nos 700 anos em que Wall-E está na Terra, surge uma nave trazendo EVA, uma robô com o design muito avançado e que tem uma missão importante. Wall-E se vê completamente apaixonado apesar da hostilidade inicial de EVA, e a segue numa aventura espacial quando sua nave volta para buscá-la. 

Wall-E é fruto do incrível, espetacular, e qualquer outros adjetivos que queira empregar, poder imaginativo da Pixar. O robozinho já nasceu como uma obra prima, é uma comédia romantica do cinema mudo, nos inspira esperança e está longe de ser uma desculpa para lições de moral sobre o meio ambiente. E cenas como o balé de Wall-E e EVA já são classicas e com toda certeza, apaixonantes.

 Nota 9.75

Resenha por Priscila

h1

Deepkut

junho 21, 2008

 Finalmente, depois de mais de cinco meses de Deep and Depp, decidimos, após notável crescimento, que era hora de fazermos uma comunidade no orkut.

 

Recém-criada, a comunidade ainda nem possui tópicos, mas sinta-se à vontade para discutir sobre as críticas e os filmes (ou algum outro assunto que lhe interessar).

 

Por enquanto, é isso, espero ter mais o que falar sobre isso em breve.

 

 

o link é esse

http://www.orkut.com.br/Community.aspx?cmm=58125305

 

 

 

 

 

Renato Valverde

h1

A Noiva Cadáver

abril 19, 2008

Corpse Bride (EUA, 2005)

Animação/Comédia

Direção: Tim Burton

Roteiro: Caroline Thompson, baseado em roteiro de Jhon August e Pamela Pettler

Elenco Famoso: Johnny Depp, Helena Bonham Carter, Emily Watson, Albert Finney, Richard E. Grant, Christopher Lee

Victor (Johnny Depp) é um filho de piexeiros que ficaram ricos. Victória (Emily Watson) é filha de nobres que foram à falência. Juntando o útil ao, a princípio, desagradável, o casamento tiraria os nobres da lama e levaria os burgueses à fama.

Deixando as rimas de lado, voltemos à história. Ansioso com o casamento, Victor resolve praticar seus votos em um agradável bosque assombrado próximo à cidade. Um lugar perfeito para passeios noturnos. No meio do ensaio, Victor pede um graveto em casamento e descobre que o graveto era muito mais que um graveto, era um graveto-cadáver. Ou pior…uma noiva-cadáver (Helena Bonham Carter)! Victor é então levado para o submundo que se apresentava muito mais vivo que o mundo dos vivos, este muito morto.

Mesmo com toda a cor e diversão do submundo, Victor deseja voltar ao mundo dos vivos por motivos secretos (apaixonou-se por Victoria) e tenta de todo jeito desfazer seu casamento, alegando que enquanto vivo não pode estar casado com uma esposa-cadáver.

É inegável que o carisma e charme de Emily (a noiva-cadáver), adicionados à sua triste estória, nos fazem torcer por um final feliz: onde todos ficam mortos.

A direção de arte criou uma experiência visual divertida e cativante, Tim Burton volta nas animações tentando acertar o tom de O Estranho Mundo de Jack, Danny Elfman cria (ou recria) temas também explorados no filme anteriormente citado, mesmo assim A Noiva Cadáver deve ser visto livre de comparações para ser compreendido como uma ótima experiência cinematográfica.

Nota 8 

Resenha por Keoma, Priscila e Valverde

h1

Ratatouille

fevereiro 23, 2008

fp9099ratatouille-posters.jpg

Ratatouille (EUA, 2007)

Animação

Direção: Brad Bird
Roteiro: Brad Bird, baseado em estória de Brad Bird, Jim Capobianco e Jan Pinkawa

Dizem que se você quer deixar Brad Bird irritado é só dizer que animação é um gênero especifico e limitado. Irritado com razão, pois Bird é um dos maiores gênios da animação dos dias de hoje e não há nada que não seja possível nas mãos da Pixar.

Remy sonha em se tornar um grande Chef, se fosse pelo talento seria muito fácil, mas Remy é um rato. Sua família é contra, e mais uma vez, ele é um rato. Todos os dias Remy assistia o programa do renomado chef August Gusteau e testava suas receitas na cozinha de uma velhinha. O lema de Gusteau é “todo mundo pode cozinhar”.

Depois de ser expluso junto com os outros ratos da casa da velhinha, Remy fica sozinho com o livro de receitas e o fantasma de Gusteau.Quando sai do esgoto ele percebe estar em Paris, então decide visitar a cozinha do Gusteau’s e lá conhece Linguini, um atrapalhado ajudante que não sabe cozinhar e precisa manter o emprego a qualquer custo.

Remy e Linguini realizam uma parceria, em que Remy fica escondido sob o chapéu de Linguini e indica o que ele deve fazer ao cozinhar.

Não que a farça fosse durar muito tempo, mas é um bom plano. E um ótimo filme.

Nota 9

resenha por Priscila